Financial Sector Deepening Moçambique (FSDMoç) recebe £ 17.1m de financiamento do Reino Unido para uma nova fase de desenvolvimento do sector financeiro

Maputo 21 de Janeiro de 2020: O FSD Moçambique (FSDMoç) congratula-se com o compromisso de um financiamento de £ 17,1 milhões da UK Aid, parte de um pacote de £ 320 milhões de Libras para o inicio de  uma nova e ambiciosa fase de desenvolvimento do sector financeiro em todo o continente. O anúncio foi feito à margem da Conferência de Investimento Reino Unido-África (UK-Africa Investment Summit), que decorre em Londres. O pacote inclui financiamento adicional para as 9 outras FSDs existentes no continente e para a criação de novas FSDs em mercados prioritários como a Etiópia, Gana, Serra Leoa e a União Monetária da África Ocidental.

Este financiamento, anunciado pelo Secretário de Estado, Alok Sharma, representa o início de uma nova e importante era para o desenvolvimento do sector financeiro na África Subsaariana. O pacote da UK Aid é um reconhecimento à necessidade de uma abordagem abrangente e integrada ao desenvolvimento do mercado financeiro em África, para a exploração do potencial económico do continente e para ajudar a lidar com os objetivos globais das Nações Unidas. Os 320 milhões de libras serão usados para o financiamento de programas ambiciosos, que por sua vez criem soluções de financiamento para  actividades socioeconómicas com impacto na melhorias das condições de vida das comunidades locais, em especial as mais desfavorecidas. A espectativa é cobrir todo o sistema financeiro, incluindo entre outros, os grupos de poupança e o mercado de capitais, criando uma maior aproximação entre o sector financeiro e os sectores chaves da economia, respondendo assim as necessidades básicas da população.

mm
Author
Denise Alves